ÍNDIA: O PAPEL DAS MULHERES NA DIREÇÃO DA GUERRA POPULAR CRESCE A PASSOS GIGANTES

Tribal rally in Kolkata

O artigo abaixo é a tradução em português de matéria publicada pelo blog Dazibao Rojo.

Nota – O crescente papel das mulheres da indianas nos órgãos de direção do Partido Comunista da Índia (Maoísta), no Exército Guerrilheiro de Libertação Popular (EGLP) e nas organizações de massa revolucionárias na Guerra Popular em curso dirigida pelo PCI (Maoísta) não passa desapercebido pelos meios de comunicação da burguesia indiana. Reproduzimos[Dazibao Rojo] a continuação de uma parte extensa do recente artigo “As mulheres naxalitas ocupam um papel de combate”, de Rabindra Nath Choudhury, publicado na web pelo periódico indiano The Asian Age e que os camaradas de Gran Marcha hacia el Comunismo traduziram para o espanhol.

AS MULHERES NAXALITAS OCUPAM UM PAPEL DE COMBATE
Rabindra Nath Choudhury
The Asian Age – Raipur – 14 de Outubro de 2014
A direção do PC da Índia(Maoísta) tem efetuado ultimamente uma mudança radical e estrutural na organização, envolvendo cada vez mais quadros femininos nas tarefas de combate, assegurando rápido ascenso delas na hierarquia revolucionária, declararam as forças de inteligência na terça-feira. A mudança na estrutura organizativa foi pensada de um ponto de vista estratégico para transformar uma organização com domínio masculino em uma orientada pela mulher.
Em 2008 a hierarquia máxima dos maoístas era composta apenas por 25 por cento de mulheres. Agora a representação feminina nesta hierarquia cresce a passos largos, chegando a 60 por cento. Isto indica claramente que o PCI(Maoísta) está caminhando para ser uma força radical dominada por mulheres nos próximos tempos.
Os informes da inteligência têm mostrado que a tendência homens maoístas dirigindo unidades de combate está se invertendo recentemente com dirigentes femininas atualmente encabeçando vários pelotões e companhias do Exército Guerrilheiro de Libertação Popular(EGLP) assim como vários comitês de áreas e comitês de divisão do PCI(Maoísta). As recentes nomeações de Sujata como líder do comitê militar do Estado de Dandakaranya, Niti como chefe do comitê de divisão de Bastar Sur e Madhavi à frente do comitê da de divisão de Bastar Ocidental, são exemplos disso.
Antes, o papel dos quadros femininos estava restringido a assistir seus companheiros em suas respectivas unidades. Agora, os quadros femininos tem sido recrutados para os papéis de combate. A emboscada do ano passado ao comboio do Partido do Congresso em Jiram Ghati no distrito Bastar de Chhattisgarh, que resultou em 27 mortos membros do mesmo, foi um testemunho disso. Descobriu-se que as mulheres rebeldes superavam o número de homens rebeldes no grupo combatente. Também se tem dado aos quadros femininos papéis significativos em postos menores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s